• Isabella Schmitt

Psicologia do consumidor: porque conhecer o seu cliente é importante para o seu negócio

Atualizado: 30 de set. de 2021

Você já parou para pensar que muitas vezes quando você elabora uma estratégia para impactar o seu público, você está mexendo com neuromarketing?


A psicologia do consumidor, ou neuromarketing, são formas específicas para você entender como é o comportamento do consumidor no momento de comprar e com isso conseguir aplicar as melhores estratégias para atingi-lo de uma forma direcionada, e assim, mais eficiente.


Vem com a gente entender mais sobre o que é e, porque a psicologia do consumidor pode beneficiar o seu negócio ;)


 

O que é psicologia do consumidor?


A psicologia do consumidor busca estudar e entender o comportamento do consumidor e entender o que o leva a passar de observador para cliente.


Começando do início, a psicologia do consumidor não é uma estratégia, mas sim uma área de estudo que acaba contribuindo para o desenvolvimento e aplicação de algumas estratégias, como a Customer Centric que falamos aqui no blog a pouco tempo.


Esse conhecimento sobre o comportamento do cliente é essencial para entender alguns processos mentais que nos tornam clientes. Basicamente, a psicologia do consumidor busca entender o comportamento do cliente em toda a sua jornada: antes, durante e depois da compra feita.


Hoje vivemos em uma realidade onde recebemos estímulos de compra de todos os lados, seja um amigo indicando, um influenciador mostrando algo, um anúncio que apareceu na timeline. Isso tudo propícia para que mais clientes comprem. E para as empresas que querem aproveitar desse ambiente junto da psicologia, conseguem direcionar muito mais gatilhos de compra.


As vantagens de usar a psicologia do consumidor para atrair mais clientes


Hoje, com o auxílio da internet e das redes sociais, você não precisa mais depender exclusivamente das pesquisas de mercado para conhecer quem é o seu cliente. Com poucos recursos você consegue ter uma ideia de quem é o seu consumidor, gerando pesquisas, questionários em redes sociais.


Essas informações conseguem proporcionar uma base para os planos de marketing e propagandas. Mas vale lembrar que esse tipo de retorno, assim como o de estratégias, leva tempo para ser visualizado com clareza no negócio. Abaixo você vai entender mais o porquê isso é tão importante.


Aumente suas vendas


Quando você conhece o seu cliente, você consegue direcionar melhor os seus produtos/serviços de uma forma que o envolva.


Quanto mais você conhecer o seu público, mais você consegue direcionar os seus produtos e desenvolver novos que atendam as necessidades e queres de quem está frequentemente no seu negócio.


Satisfação do cliente


Hoje a satisfação e o bem-estar do cliente são premissas cada vez mais básicas e que devem sempre estar presente em todos os processos que envolvem o cliente no seu negócio. Muito mais do que consumidores, hoje notamos um movimento de admiração e proximidade com as empresas e marcas.


Sempre busque entender as expectativas deles com os produtos e o que pode melhorar a experiência deles com o seu negócio.


Conquista de apoiadores e defensores da marca


Aqui está muito associado ao que falamos acima, se o cliente está feliz e satisfeito, ele naturalmente vai recomendar para outras pessoas o negócio e seus serviços.


Ele passa a ser um defensor do negócio e influenciador para que outras pessoas conheçam e queiram essa mesma experiência que ele teve.


Melhora nos indicadores de performance


Agora, também não adianta aplicar tudo isso e não observar os resultados, na prática. Acompanhar os indicadores como:


NPS (Net promotion Socre): que está ligada diretamente com a satisfação do cliente; CAC (Custo de Aquisição do cliente): quanto mais seus clientes gostarem e indicarem, menos você precisa gastar para isso, gerando um fluxo orgânico de vendas; LTV (Lifetime Volue): que também está ligada na fidelização do cliente.


3 gatilhos mentais que você deve aplicar no seu marketing


Se você ainda não sabe o que são gatilhos mentais, a gente sugere que você dê um google para conhecer mais. Existem vários gatilhos, mas para o nosso objetivo aqui é atingir o consumidor, separamos 3 que se destacam mais:


Reciprocidade


Esse gatilho pode ter algumas interpretações diferentes, dependendo da finalidade que o seu negócio quer. A reciprocidade pode ir desde presentear de alguma forma o cliente, depois dele comprar ou assinar algo. Seja com um brinde, com um cupom de desconto ou até mesmo com a entrega de conteúdos personalizados e com conteúdos de valor.


Esse sentimento de troca é uma das formas mais eficazes de manter e cultivar o relacionamento do seu negócio com o cliente.


Escassez


O gatilho da escassez pode ser um dos mais comuns que vemos atualmente, mas que deve ser usado com cautela. Utilizar de forma explícita e chamar o cliente para a ação de comprar de forma direta e repetitiva acaba afastando-o do seu negócio, por justamente provocar emoções contrárias caso seja agressivo demais.


Esse é o gatilho que desperta no consumidor a necessidade de comprar antes que aquela oportunidade acabe. O que faz com que ele não queira ficar de forma daquele grupo que vai aproveitar.


Autoridade


Aqui o seu negócio é especialista e possui autoridade no que faz.


Quando você desperta esse gatinho, os seus clientes vão lembrar da sua marca. Mesmo que o seu negócio não tenha essa posição no mercado geral, é possível se posicionar para isso.


Uma forma de fazer isso é passar essa confiança por meio de conteúdo que mostre que a empresa sabe o que está falando.


Como aplicar a psicologia do consumidor no seu e-commerce?


Tudo o que já falamos, por aqui pode ser tranquilamente adaptado tanto para um negócio físico quanto digital. Mas se o seu foco é sua loja virtual, você pode combinar alguns outros fatores para conseguir obter mais resultados positivos para o seu negócio, e assim, a satisfação dos seus clientes.


Use as tendências ao seu favor:


Aqui vale tanto utilizar do gatilho de autoridade e compartilhar o porque o seu produto se destaca e vale a pena, quanto utilizar o que está circulando na internet ao seu favor. Seja criando ganchos de referência de algo popular com o seu negócio, seja elaborando novas campanhas que aproveitem essas tendências.


Compartilhe depoimentos de clientes:


Ao compartilhar a satisfação de outros clientes sobre seus produtos/serviços mais os novos clientes criam laços de identificação e se afeiçoam pelo, o que está sendo oferecido.


Quando se trata de comprar de forma online, muitos consumidores se sentem inseguros e com dúvidas, mas ao verem relatos de satisfação se torna mais fácil confiar e comprar.


Transmita a sensação de escassez:


Já falamos sobre a escassez ali em cima, a sensação de poder perder algo faz com que o nosso cérebro entenda que precisamos daquilo. Um bom exemplo é quando vemos as frases: "última chance", "últimos dias", "não perca essa oportunidade" despertam essa vontade de comprar e não ter ficado de fora.


Esteja à disposição dos clientes:


Seja para explicar sobre seus produtos/serviços, ou para mostrar de forma mais detalhada os mesmos. Um bom atendimento é uma peça-chave essencial para que o vínculo entre cliente e empresa se torne forte. Aqui você também pode pensar em como compartilhar como o seu produto agrega e proporciona uma melhora na vida do consumidor.

 

Estudar a psicologia do consumidor é algo que cada vez mais iremos observar, tanto em empresas mais novas que, muitas vezes, já nascem aplicando esses pensamentos quanto em empresas mais tradicionais, que para continuar no mercado irão precisar estar sempre buscando se atualizar para estar em sintonia com o que o consumidor vem buscando e exigindo.


E não esqueça, se quiser falar mais sobre o assunto é conversar estamos nas redes sociais.


E se tiver alguma proposta de conteúdo que gostaria de saber mais, é só comentar com a gente no instagram: @safe2pay.br ou no linkedIn: Safe2Pay.